Browsing Category

Comportamento

Comportamento

Pegue minha mão

Pegue-minha-mão-ideias-da-fe

Será que deveria ser sempre assim? Sabe quando não parece o suficiente? 

Eu dei sempre o melhor, e escrever até agora tem sido aquela paixão que move, que faz minha vida ter valor aqui. Toda vez que me vejo analisando e ponderando fatos da vida, vem aquele questionamento: Por que viver? 

E quase que automaticamente a resposta que vem a mente é: porque tudo isso faz sentido, você escrevendo, você olhando poeticamente o que há em volta e trazendo um pouco de energia leve para quem lê essas palavras que fogem de algum lugar que existe dentro de mim. Mas e se eu estiver esquecendo que o mundo não é feito de flores e  sorrisos? 

Há muitas amarguras e sofrimento. Porém, será que é errado anulá-las e valorizar o que acontece de bom, ou o que trás aprendizado? Sofrer não é muito do meu feitio, remoer talvez, mas acreditar que há um lado positivo dentro ou fora de uma pessoa, é bem minha cara.

Por favor pegue minha mão e aqueça-a nas suas. Me diga que amor existe, que vai dar tudo certo, mas tudo mesmo. Que a dor, a raiva, a impaciência, a maldade, vão se exinguir. Me diga que vou poder andar na rua em paz, me diga que poderei confiar em qualquer pessoa, me diga que poderei abraçar mais e dizer o que se passa comigo, me diga que não serei julgada pelas minhas roupas, me diga que não verei animais passarem fome, me diga que sentirei a sombra das árvores tocarem meu corpo enquanto eu estiver neste mundo, me diga que terei sempre uma casa para morar, me diga que haverá sempre minha família por perto, me diga que não faltará água, me diga que não faltará comida, me diga que todos serão dignos de amar e ser amado independente da cor, sexo… me diga que o bem sempre vence o mal. Que o amor sempre vence o ódio. Que respeito sempre vence a rebeldia. 

Eu quero acreditar que é possível. Como Gandhi  disse: “Seja a mudança que quer ver no mundo.” é uma das frases que mais escuto. Já devo ter escrito sobre isso, mas por que na hora do “vamos ver”, se torna tão difícil? 

Apenas pegue minha mão… por favor.

 

 

Comportamento

Encontro comigo

encontro-comigo-ideias-da-fe

Há uns 8 meses eu já estava planejando viajar e me encontrar. Poupei dinheiro aqui e ali. Deixei de sair e ir beber no meu bar favorito que era ali, na esquina sabe? Com cadeiras coloridas, umas luzinhas de led no balcão e um cheiro muito bom de vinho. Eu simplesmente me sentia viva indo até lá (mesmo que sozinha) e sentar, pegar um copo de vidro e saborear o álcool que que ia me envolvendo e me trazendo a leveza, de finalizar mais um dia de trabalho.

Não havia sensação mais reconfortante do que terminar aquela bebida, e ouvir uma pequena banda tocar músicas que eu jamais teria na minha playlist do Spotify, mas que naquele momento, fazia muito sentido para mim. E então, vinha a exaustão, e eu sabia que a hora de ir para casa e me preparar para o próximo dia de trabalho estava por vir.

Era incrível, destrancar a porta de casa, e tirar as botas, pisar no meu tapete macio, jogar a bolsa no sofá e ligar o chuveiro para tomar um banho bem quente. A água tocando cada parte de mim, os pensamentos vindo à tona, mas quem liga? 

Eram pequenos prazeres da vida, sabe? E agora posso apenas me aventurar. Esse tempo todo me “privei” de gastar e agora basta fazer as malas. Veio um frio na barriga ao pensar nisso, quer dizer, será que eu acharia algum lugar para tomar um banho assim, quentinho? Será que terei um local legal para dormir, e tirar meus sapatos, sentir o mesmo prazer de esticar os dedos e pisar em um tecido macio? Resolvi espantar esses pequenos fantasminhas da mente. Melhor pegar o passaporte, e já sonhar com as boas possibilidades que me esperam quando eu entrar no avião… 

Comportamento

Dá um medo enorme

da-um-medo-enorme-ideias-da-fe

Esperei tanto um momento bom para por tudo para fora e ainda assim acho que pequei em expor algumas palavras tão expressivas. Pensei muito a respeito, mesmo com a dor tomando conta de mim. A vontade de dizer “porque te quero por perto” não foi o suficiente, eu evitei mostrar minha fragilidade. Dá um medo enorme, deixar todos os pensamentos, questionamentos e certezas nas mãos de outro alguém que não seja nós mesmos.

Porém ainda assim, eu enxerguei  as mil razões para por tudo em jogo. Mas ainda assim não foi o suficiente. Será que vai ter reprise disso? 

Eu não sei o que fazer. A indecisão me domina. Só que ainda assim,me esconder atrás de risos e frases como “deixa para lá”, ou “tanto faz” é muito mais seguro para mim. Apagar seu número de celular, não deixar recado na caixa postal, não ver seus stories do Instagram, ou passar bem longe da rua que você mora, são mais defesas que minha mente criou para não despertar meu coração. 

Prefiro compor canções para de alguma forma tirar de mim essa falta, essa ansiedade e angústia, de não poder te ver mais. Apesar da nossa ligação sanguínea, apesar das nossas indas e vindas, nosso tempo se foi… 

Comportamento

Real significado

real-significado-ideias-da-fe

Ok, acho que agora sei o real significado de “viver a vida”. Eu estava ouvindo essa pequena frase há um mês! E por incrível que pareça, cada um que me dizia isso levava essas três palavras para o sentindo amoroso. Não que ter um amor, seja algo ruim, mas será que viver a vida em si seja apenas relacionado aos assuntos do coração? 

Quer dizer, durante nossos dias, usamos a razão, e almejamos coisas de forma racional também. Claro que razão e coração se complementam, porque precisa-se de um equilíbrio. Mas, o real sentido de “viver a vida” talvez esteja além do que a gente imagina. E se for a junção dessas duas coisas e servir para tudo? 

Será que viver a vida seria trabalhar em um lugar que te completa e te trás prazer? Será que viver a vida, talvez seja programar uma viagem e ir, assim, sem porque e sem para quê? Ou seria comer coisas saudáveis mas às vezes sair da rotina e arriscar tomar aquele açaí com leite condensado que seus ( suas) amigos(as) condenam? Ou se casar, com quem tanto ama, sem aquelas formalidades?

Há tantas formar boas de viver a vida. De se descobrir, de se amar, se reinventar, se perdoar e se permitir conhecer comidas novas, pessoas novas, lugares novos, estilos novos, e para que se prender tanto e se cobrar tanto? 

Enfim, o verdadeiro significado de viver a vida, é apenas buscar sua felicidade, dando tempo ao tempo. Independente do que você queira, corra trás, espere, receba os resultados e aproveite, cada segundo (até aqueles em que você está morrendo de medo) porque estão te trazendo cada vez mais perto dessa felicidade. E no fim, você ainda vai rir disso tudo… 

Comportamento

Não é demérito nenhum

Não-é-demérito-nenhum-ideias-da-fe

Acordei pensando que o dia seria uma batalha a mais para enfrentar. Vesti minha jaqueta, prendi o cabelo e coloquei meu melhor brinco. Por algum motivo sentia que vinha um desafio em breve, e queria estar com estilo na hora de dar de cara com a dificuldade. E falhei. Ok que algo aprendi, erros são cometidos para que possamos aprender algo, certo? 

Mas até que ponto podemos nos permitir errar? Se a gente continuar agindo sempre da mesma forma, não iremos jamais crescer e evoluir. Cai naquela maravilhosa frase de Lavoisier, que ouvi na aula de química (e que ao me ver, tem muito mais filosofia do que moléculas e números hehehe ): “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”

E de onde vem a força para mudar nosso ângulo, para sair da zona de conforto, para enxergar mais claramente a vida e as falhas? 

São tantas coisas para se analisar que acredito que um texto aqui não seja o suficiente. Porém, acredito que o primeiro passo seja justamente admitir que está errando, e deixar de inventar desculpas para isso. Ninguém precisa ser “o dono da verdade” e não é demérito nenhum isso. Ao contrário, há uma beleza e uma simplicidade por trás de um “me desculpa” que vem do fundo da alma, há uma autenticidade em lágrimas que demonstram por si só, que as coisas não saíram como o esperado, há um pingo de leveza em um abraço após uma discussão. As coisas não são tão ruim quanto parece ser. E se despertar o olhar para isso, amar e agradecer passa a ser as duas portas de saída de um erro ou situação complicada. <3