Browsing Category

Entrevistas

Entrevistas

Entrevista com Higor Piccioli

Ideias da fe

Higor Piccioli não é só um cara loiro e com olhos azuis lindos. NÃO! Ele começou sua carreira de modelo aos 9 anos de idade. Estudou teatro, e deslanchou. Participou de uma campanha para Coca-Cola, Globo, e hoje, tem 323,145 seguidores. Seu Instagram vive sendo atualizado, e ele em si é uma pessoa super animada e carinhosa. Então, claro que o convidei para vir aqui, no IDF!! <3 

gallery1 Entrevista com Higor Piccioli

Imagem/Reprodução: Higor Piccioli

1- A gente viu seu canal no Youtube e descobrimos que você fez intercâmbio!!! Você fez com quantos anos? Para qual lugar você foi? O que você mais gostou de lá? Esse 1 ano que ficou por lá, sentiu diferença em quais hábitos que você tinha?

Higor: Fiz intercâmbio quando eu tinha 16 anos, fui para os Estados Unidos, que eu mais gostei foi a cultura americana e como os americanos levam a vida deles e diferentes costumes entre eles e nós, os brasileiros! SIM! Senti muita diferença nos hábitos!

2-Depois do intercâmbio o que você fez? Te abriu horizontes?

Higor: Depois de intercâmbio assim que cheguei no Brasil, comecei um curso de comissário de bordo e logo em seguida me formei como piloto privado, com certeza o intercâmbio abriu 200% a minha mente e me ofereceu diversas oportunidades únicas! O Inglês com certeza foi a MELHOR COISA!

3- Como partiu em busca da vida de modelo? Teve algo, alguém que te deu um empurrãozinho e percebeu que era isso que queria? Conta como foi! Você foi atrás da agência? Como foi?

Higor: Minha vida de modelo começou quando eu era bem mais jovem, minha carreira começou quando ainda estava na quarta ou quinta série, meus pais sempre me incentivaram, minha mãe foi modelo em sua juventude, então me colocaram na diversas agências e assim demos início/continuidade a carreira!

4- O que você ama fazer além de pousar para fotos?

Higor: Gente, pra quem não me conhece eu amo comer, comer é a minha coisa favorita na vida, adoro comer adoro viajar, é uma atividades em parques ou fora de casa, mas também sou super adepto a coisas mais caseiras, filmes, house parties… enfim! 

5- Que lugares você já conheceu? Nessas viagens para fotos, e tal, você consegue aproveitar para conhecer mais o lugar em que está? Ver os restaurantes, as lojas, a cultura, né? 🙂 Ou fica corrido?

Higor: Nossa, já conheci mais de 15 estados aqui nos Estados Unidos e mais de seis estados no Brasil, nem todos para modelar, ou fotografar, alguns foi apenas para viajar e conhecer realmente a cultura e as atrações do local! Como contei pra vocês eu amo comer então lojas e restaurantes são inevitáveis, mesmo quando viagens para lugares que já conheço tento ainda assim aproveitar a viagem!

6- Qual seu passatempo favorito?

Higor: Meu passatempo favorito com certeza e viajar e passar tempo com meus amigos e familia

7- E diga quais são as novidades!!! Pelo insta você nos deixou com um tique nervoso ao dizer que tem coisa nova vindo aí! Pode nos contar? 🙂

Higor: Em relação as novidades, não posso falar muita coisa ainda, a única coisa que posso adiantar é que estão mudando provavelmente, e que até o mês que vem o canal no YouTube já será iniciado.

Assim como vocês, quero muito ver o novo canal desse mocinho!! Enquanto isso, vocês podem descobrir mais sobre o Higor no: http://higorpicciolli.com.br/

EEEEE não se esqueçam do Instagram, ele vive por lá mostrando suas aventuras haha <3 

Espero que tenham gostado desse post e até logo!

Beijinhos 

 

 

Entrevistas

Entrevista com Pedro Salvador

Pedro Salvador. Já ouviu este nome? 

Provavelmente você se lembre do post que fizemos sobre ele, aqui no Blog. Mas, como o site está em mudanças resolvemos chamá-lo para refazer o post, com uma pequena entrevista. Vamos lá?

Pedro tem 22 anos, nasceu em Guarulhos, e ama atuar. Ele trabalhava como estoquista, quando certo dia, recebeu um convite: fazer parte de uma peça de teatro. Daí em diante não parou mais, e então sua paixão pelos palcos, aumentou. 

Pedro-1 Entrevista com Pedro Salvador

1- Onde você começou a atuar?

Pedro: Comecei a atuar no Espaço Cultura em Mairiporã, depois fui para o Macunaíma, uma escola maior. Entrei em uma agencia de atores, e fiz uma ponta na novela Verdades Secretas. Logo depois fui fazer uma participação em Haja Coração como mendigo, mas a cena que fiz com a atriz Carolina Ferraz foi cortada e acabou não sendo usada pelo motivo de ter duas cenas iguais. 

2-Quem te inspira bastante a ser ator?

Pedro: Artistas americanos. Meus planos artísticos para o futuro é estudar cinema nos EUA.

3-Você imaginou que chegaria a atuar ? Ou nunca passou pela cabeça?

Pedro: Nunca passou pela minha cabeça, eu não gostava de teatro…  Só quando fiz que peguei amor e fui que fui.

4-E seus pais aprovaram ou acharam isso careta?

Pedro: Apoiarammm (risos) . Os dois que pagaram meus cursos de teatro no começo de tudo.

5-O que você adora fazer no tempo livre?

Pedro: Sair, festas, andar de moto, viajar, namorar (risos)

6-E falando em namorar, como anda o coração? 🙂

Pedro: Olha, o coração tá muito bom viu, to em um relacionamento com meu futuro (risos)

 Acho que namorar agora seria ruim pra mim, já que estou no começo de tudo.

7- Quanto a televisão? Pretende voltar quando? Queremos mais novelas!

Pedro: Pretendo voltar o mais rápido possível, mas antes preciso estudar um pouco mais rs

Pedro-1 Entrevista com Pedro Salvador

Um pouquinho mais sobre Pedro:

Signo: Touro

Frase: “Subir sempre, mas descer quantas vezes forem necessárias pra ajudar o próximo”

Medo: morrer 

Música: Sertaneja

Um livro:Faço O Amor Valer A Pena

Se pudesse fazer qualquer coisa seria: Ir embora agora para os Estados Unidos (risos)

Uma pessoa: Minha mãe <3  

 

Entrevistas

Entrevista com Gabriel Drysdale

Entrevista-com-gabriel-drysdale

Hummm quem aí gosta muuuuito de decorar, inventar, reformar o  quarto? Esses dias eu estava nessa vibe de transformar meu cantinho, até que me deparei como o Youtuber Gabriel Drysdale. Ele ensinava a fazer uma palavra com fita led, e ficava lindo demais! Claro que já marquei no papel os materiais que precisava e logo estarei colocando a mão na massa. Se vocês quiserem fazer também, ou tiverem curiosidade de ver como fica, assista o vídeo abaixo 🙂 

Enfim, fui vendo cada vez mais vídeos, e fotos dele no Instagram, e o convidei para uma entrevista!!!! E ele topou! Portanto, continue lendo hehe <3 

1111 Entrevista com Gabriel Drysdale

1- Gabriel, há quanto tempo você tem o canal? De onde vem as ideias para temas? São bem criativos e práticos. Fora que as receitas parecem deliciosas!

Gabriel: Bom, no dia 15 de julho fizeram 3 anos que tenho o canal. Meu as ideias vem da minha cabeça, do que o pessoal pede para eu gravar e também procuro bastante no Pinterest. Então vem daí as minhas ideias… As receitas a maioria delas, tem uma receita base e eu pego e vou alterando, vou vendo as quantidades e tal, e aí eu gravo vídeo e vou explicando. 

2- Você faz faculdade? E quando terminar, pretende seguir carreira no Youtube também?

Gabriel: Faço faculdade de Direito e estou no 4º semestre. Bom, se tudo correr bem, se Deus quiser a gente continua os dois juntos. Na verdade é bem difícil manter o canal no YouTube, mas se tudo der certo a gente consegue fazer os dois. 

3- Seus pais apoiam o fato de você ter um canal no Youtube? E seus amigos? Você grava há um tempo, e sabemos como não é fácil. Tem todo  um trabalho de editar, escolher um tema, postar, divulgar… Teve alguém próximo a você que te criticou e quis por para baixo seu trabalho?

Gabriel: Sim, eles me apoiam e quando é necessário, eles me ajudam. Meus amigos me apoiam e divulgam o meu trabalho, e isso é muito legal, muito gratificante. Olha sempre tem uma pessoa que tem esse tipo de atitude de querer criticar e não é uma crítica construtiva, né? Criticar para gente desistir. Mas a gente é mais forte que isso, a gente consegue passar por isso.  

4- O gostoso da internet é que começa a espalhar o conteúdo e abranger mais gente. Quando que começou a surgir mais  fãs? Eles comentam que você parece o Charlie Puth hahaha Fora que já pediram seu whats, em? 

Gabriel: Olha, quando comecei tinha pouca gente, bem pouca. Ainda é pouca gente que me assiste, mas antes era bem menos. E eu acho que depois de quase um ano de canal que começaram a surgir outros fãs e um pessoal diferente que eu não faço ideia de quem seja a consumir o meu conteúdo. Verdade, todos eles falam que eu pareço com esse Charlie, mas eu já fiz até uma enquete aqui em casa para saber se eu pareço… Falaram que é um pouco parecido mas eu não sei não… Não acredito nisso. haha

5- Certo, certo, mas e a vida amorosa? Como anda? enrolado? haha

Gabriel: Olha, vida amorosa é uma coisa assim, ó: não dá para arrumar uma namorada agora, porque como vou conciliar faculdade, namoro, youtube, instagram, fim de semana… ?Não dá para conciliar essas coisas. Eu participo também do grupo de jovens na minha Igreja então, praticamente todo fim de semana tem alguma coisa. Então é muita coisa, muito compromisso, é meio difícil.

Gabriel ainda brincouE sim, estou sempre cheio das crushes, elas não dão bola para mim, entendeu? Coração partido. hahaha Mas eu tô sempre cheio das crushes mesmo. 

6- E seus planos para o futuro? Você tem metas, sonhos, projetos, nos conte 🙂

Gabriel: Bom, para o futuro eu quero ser um bom profissional né? Na área que estou estudando, mas queria muuuito assim, quero muuuito que o Youtube dê certo, que essa coisa da internet dê certo porque eu amo muito fazer isso. Cada vídeo novo é uma alegria assim, sabe que eu sinto. Eu tenho sim sonhos, de fazer muitas viagens, de rodar o mundo todo. Metas são muitas, mas a gente tem que correr atrás delas né? E projetos eu estou meio parado, porque como falei tem muita coisa para fazer, então eu estou diminuindo q quantidade de projetos para os que ficarem serem executados com qualidade. hahaha

7- Para fechar com chave de ouro, gostaríamos de agradecer por estar aqui no IDF, e perguntar quando vai fazer encontrinho com seus inscritos? Queremos mais vídeoosssss! <3  

Gabriel: Eu ainda não sei. Nunca pensei em fazer um encontrinho. Na verdade tem algumas pessoas que pedem para fazer encontrinho e tal, mas eu não tô nessa fase de poder fazer encontrinho e tudo mais. E eu também quero produzir cada vez mais vídeos. Está muito corrido, eu não estou conseguindo gravar, editar… Estou cheio de coisa! Mas, meu Instagram está sempre ativo vocês podem me seguir lá. E se tudo der certo a gente consegue mais vídeos em breve. Beleza? Um beijo, muito obrigado pelo convite para entrevista… Ah, e usem laranja, que laranja é tendência. hahaha Um beijo. 

Entrevistas

Entrevista com Franklin S. Carter

entrevista-com-franklin-s-carter-ideias-da-fe

Esses dias conheci o Franklin S.Carter. Ele nasceu em Brasília, tem 30 anos, e se destaca como autor do Wattpad que lidera o 1º Lugar do Ranking Brasileiro há 33 dias na categoria “Conto”. Três dos quatro livros estão nas primeiras posições. Juntando todos os livros são mais de 355 mil leituras em menos de 45 dias de postagem! Escreveu “Conto Meus Contos”, e alcançou 147 mil leituras na plataforma digital.  A história tem 37 capítulos, e que será publicado no final deste ano!!  Vendo tudo isso, convidei ele para uma entrevista, já que ele aborda temas muito reais, atuais… Are you ready? Let´s start nossa entrevista hahaha <3

 

20187682_1281171841989240_1908837952_n Entrevista com Franklin S. Carter

Imagem/Reprodução: Novo Ângulo Publicidade

 

Mas antes, leia a sinopse da obra Conto Meus Contos:

Já parou pra pensar que de alguma forma todas as vidas estão interligadas? Que a moça que você conheceu hoje de manhã na cafeteria pode ser prima de uma amiga sua ou a mãe dela pode ser a chefe do seu pai? De alguma forma todas as pessoas desse mundo estão conectadas, seja pela família, ações, gostos, sentimentos, há sempre algo que conecta cada um de nós ao próximo.

“Conto Meus Contos” fala justamente dessa conexão. Uma série de contos que se passam no mesmo universo e que se entrelaçam. Porque a vida é cheia disso, de conexões, de descobertas, de rotinas, de amores, de traições, de saudade, de lembranças. A partir do momento que tomamos consciência que existimos, estamos sempre em busca de novas conexões.

20187682_1281171841989240_1908837952_n Entrevista com Franklin S. Carter

 

1- Como foi que você descobriu que tinha o Wattpad? E quando começou a escrever por lá?

Franklin: Eu escrevia no meu blog (atualmente desativado) e alguns leitores começaram a pedir que eu postasse no Wattpad, falaram que eu faria sucesso lá, mas na época eu estava satisfeito com o blog. Foi quando criei o (originalmente) conto “Eu vou amar você pra sempre” que houve um clamor maior por uma continuação no Wattpad, então resolvi conhecer a plataforma.

Na época eu já havia escrito dezenove contos, então resolvi compilá-los num livro de contos e o postei no dia 29/05. No mesmo dia a tarde ele ranqueou na posição 29 e dez dias depois ele subia para a posição 11. Ele continuou crescendo até que no dia 15/06 isso é, dezessete dias depois, chegou ao PRIMEIRO LUGAR no ranking e de lá pra cá (19/07) não saiu mais dessa posição, somando atualmente mais de 148 Mil leituras!!!

2- De onde veio a ideia, para o livro “Conto Meus Contos”?

Franklin: Como eu disse anteriormente, eu escrevia no meu blog, comecei a escrever em janeiro desse ano. Quando escrevi meu segundo conto, intitulado “O Mistério da Rua 15”, eu percebi que os leitores realmente gostavam do que eu escrevia, pelos comentários e curtidas que esse texto teve. Então eu tive a ideia de criar um universo onde todos os personagens de todos os meus contos se conhecessem e em algum momento interagissem uns com os outros e além disso, toda a minha escrita a partir daquele momento seria daquela forma. Isso é, cada livro que eu criasse estaria inserido nesse mesmo universo de “Conto Meus Contos.” Assim, eu teria mais liberdade para que meus personagens interagissem entre si, dando muito mais dinamismo as histórias.

3- Parece que realmente vivemos em uma rede totalmente conectada, ainda mais com a presença das redes sociais, ficamos cada vez mais próximos. Em algum momento você já passou por uma situação parecida? Como a que aparece na sinopse: “Que a moça que você conheceu hoje de manhã na cafeteria pode ser prima de uma amiga sua ou a mãe dela pode ser a chefe do seu pai…” ? 

Franklin: Na verdade eu creio que todos já passamos por isso (risos). Mas, lembro-me de um caso especial. Uma vez quando criança, lembro que eu tinha uns 10 anos, eu tinha ido na pracinha que ficava próximo a minha casa, e na volta eu vi uma senhora de idade carregando algumas sacolas do mercado que estavam aparentemente pesadas, principalmente devido a idade dela. Foi então que me ofereci para ajudá-la, eu não era muito forte naquela época, mas ela também não era, então eu cri que qualquer ajuda seria muito bem vinda.

Nós passamos em frente a minha casa na ocasião, e eu soltei um “Eu moro aqui!”. Embora hoje perceba que eu não deveria ter feito aquilo, isso nos proporcionou viver uma dessas situações. Imediatamente a senhora respondeu: – “A Zinha mora aí ainda?”. Zinha era um apelido carinhoso pelo qual chamavam minha avó, o nome dela era Terezinha, assim mesmo no diminutivo. Eu respondi que sim e toquei a campainha para chamar minha avó. As duas se abraçaram bastante e minha avó a chamou para entrar pra tomar um cafezinho.

Nesse dia essa senhorinha tomou café, almoçou e depois tomou um chá a tarde com bolinhos de chuva que minha avó sempre fazia. Daí eu descobri que elas eram primas e que não se viam há muito tempo. A minha avó já gostava de contar histórias e a senhorinha também (estou chamando de senhorinha porque estou tentando lembrar o nome dela e não consigo), então as duas se divertiram bastante lembrando da infância. Mas, confesso que não veio daí a inspiração de criar esse universo de “Conto Meus Contos”, até mesmo porque só me lembrei de tal situação agora.

4- Quando surgiu a proposta de publicar o livro? 

Franklin: Com o sucesso de “Conto Meus Contos” e principalmente devido ao primeiro lugar no ranking, comecei a receber propostas de algumas editoras. Editoras pequenas, e depois algumas de médio porte. Mas, eu mirava uma única editora e embora fosse quase impossível um autor desconhecido publicar com aquela editora, eu tinha certeza em meu coração que conseguiria. Eu fui rejeitando propostas dessas editoras que me procuravam e alguns colegas de profissão me chamavam de doido e metido, porque geralmente são as editoras que rejeitam os autores e não ao contrário. Mas, eu tinha fé que mesmo sendo desconhecido, conseguiria publicar pela editora pela qual sou apaixonado. E assim foi, enviei meu original e fiquei no aguardo do prazo de avaliação que segundo o site da editora seria de trinta dias, para minha surpresa, o aceite do original se deu em nove dias. E estamos aí preparando o livro para em breve ser publicado, além dos vinte e cinco contos que estão atualmente disponíveis no Wattpad, o livro físico contará com dez contos inéditos, além do prefácio e epílogo que irão dar um introdução e um fechamento (ou não) de todas as histórias.

5- Conte para gente quando será o lançamento! Ansioso?? 

Franklin: Infelizmente ainda não posso te contar sobre isso. O que posso adiantar é que estamos fazendo o possível para lançar esse ano, caso isso não aconteça, uma possível data seria o dia dos namorados.

6- Chegamos ao fim! Mas, nos diga, quais seus planos futuros! Tem novos livros vindo saindo do forno? 

Franklin:Sendo honesto (e ambicioso), espero em breve poder mostrar um material que vem sendo desenvolvido a algum tempo para a Netflix. Sim, é um projeto ambicioso e contará com a parceria de dois amigos autores. Além disso, quem me conhece sabe que eu miro o cinema e TV. Quero roteirizar alguma sitcom e é claro, ter uma de minhas obras adaptadas para o cinema. Sei que são planos totalmente ambiciosos para um escritor desconhecido atualmente, mas sei também que são planos possíveis, por isso estou mirando-os. E sim, vem mais livros por aí, além dos que estão no Wattpad, minha meta é escrever pelo menos dois livros por ano enquanto não tenho nenhum trabalho acertado com cinema, TV ou Streamings.

O Franklin tem mais alguns livros pulicados no Wattpad! Dê uma lida depois! Aqui estão os títulos: 

20187682_1281171841989240_1908837952_n Entrevista com Franklin S. Carter

 

Beijinhos! Até a próxima entrevista!

 

Entrevistas

Entrevista com Augusto Alvarenga

Entrevista-Augusto-Alvarenga-Ideias-da-fe

Eu estava maluca na Bienal do ano passado. Queria porque queria conhecer o Vini (Entrevista com Vinicius Grossos) e o Guto. Vi o livro daqueles dois em tudo quanto é lugar. Meu Facebook ficava cheio de 1+1. Até que achei a Editora Faro e dei de cara com este moço: Augusto Alvarenga. Era hora do almoço, e o Vini tinha saído. E claro, fiquei sem jeito. Não sei se vocês já passaram por uma situação parecida, mas quando ele  falou “oi” parecia que já nos conhecíamos. Quebrou minha timidez de tal forma, que quando dei por mim, estávamos falando de como publicar um livro, e ele me contando detalhes de suas aventuras de escritor e estudante de Cinema. 

SIM! O Guto estuda Cinema e Audiovisual, mora em Belo Horizonte, tem 22 anos e escreve romances mega adocicados como “Um Amor, Um café & Nova York ” 1 e 2!  Não conhece ele? Então, vem cá, puxa a cadeira, e junte-se ao nosso bate-papo.

GUTO Entrevista com Augusto Alvarenga

1- Guto, como nasceu esse desejo de escrever? Você sempre seu deu bem com as palavras ou não era uma relação tão amigável?

Augusto: Eu sempre amei ler, desde muito pequenininho eu já ia para as bibliotecas das escolas que eu estudava, corria para as livrarias nos shoppings e enfim… E eu sempre gostei de inventar histórias, sempre que eu brincava também, então… Acho que só casei as duas coisas, haha.

2-Conte um pouquinho para nós sobre seu primeiro livro! Você começou a escrever ele com quantos anos?

Augusto: Eu comecei a escrever com 15 anos, eu acho. Daí levei até os 16 e pouquinho, e publiquei com 18. Foi uma delícia perceber esse crescimento desde quando escrevi até quando lancei, esses 3 anos foram de muito crescimento e amadurecimento, então quando o segundo livro (a continuação) saiu no ano seguinte, eu já tinha 19 anos mas me sentia muito diferente do que era quando comecei a história, e esse amadurecimento acabou refletindo muito no livro. Eu acho ótimo!

3-Qual seu livro favorito que se deixar você carrega embaixo do braço para todos os lugares?

Augusto: Por Lugares Incríveis talvez seja meu favorito, mas depende da fase haha.

4- Sabemos que você já escreveu com o Vinicius (1+1 A Matemática do Amor), e que agora, está lançando “As Luzes Mais Brilhantes”! Vai ter lançamento quando?

Augusto: Vou lançar o “As Luzes” agora em junho! Dia 24 tem lançamento em BH, dia 2 de julho em SP e no Rio muito em breve. Adoraria ir para outros lugares (especialmente os que não fui ainda), espero que os leitores recebam bem a história da Bruna e do Jou e a editora me deixe viajar mais…

5-Hummmm essa pergunta é boa: Quando iremos ver algum filme seu? Pelo amor de DEUS! hahaha Você poderia montar um filme com as histórias de seus livros, já pensou nisso?

Augusto: Já pensei sim! Eu faço faculdade de cinema, então sempre tento casar um trabalho ou um projeto com algum livro. Quem sabe em breve? Seria um super sonho...

6- Guto, quais são seus planos futuros? Mais livros este ano? Ou vai dar um stop por causa da faculdade? Ou então fazer mais uma viagem a Disney?

Augusto: Eu fui para a Disney a trabalho e foi a experiência mais inesquecível da minha vida. Ao mesmo tempo, a faculdade toma muito tempo e eu acabo não rendendo tanto quanto eu gostaria… Tenho dois livros em andamento, não sei qual deles eu termino primeiro, mas adoraria lançar o quanto antes. Se não ainda esse ano, no ano que vem com certeza! Nada de parar por aqui!

7-Quase íamos esquecendo! Como foi trabalhar para o Sr. Mickey? A gente se apaixona pelas fotos que você posta no insta, no Face, mostrando pedacinhos da viagem! Você ficou quanto tempo? 

Augusto: Eu fiquei lá dois meses. Foi a melhor/pior experiência que eu já tive, em todos os sentidos. Morar sem a família, com pessoas de outras nacionalidades (eu dividia meu apartamento com outro brasileiro, um francês, um alemão, um italiano e um americano!) e outras do Brasil inteiro, tudo isso contribuiu muito para muito crescimento… Eu tenho vontade de voltar – a trabalho ou a turismo, o que for possível o quanto antes.

7-Infelizmente Guto, chegamos ao fim da entrevista. Mas, mande uma mensagem para nossos leitores <3 Aproveita e já dá uns Spoilers do próximo livro <3 hahaha  Confesso que quero muuuuito te ver de novo! Já estou com saudades!

Guto: Queria mandar um abraço gigante para todos os leitores do blog e para os meus também, e dizer que mal vejo a hora da gente se encontrar em algum lançamento! Estou super animado, o “As Luzes” é muito importante para mim e ele trata de assuntos um pouco complicados, mas que precisam ser discutidos, como ansiedade, depressão e ataque de pânico, especialmente entre os jovens. Mesmo assim, a mensagem é positiva e enfatiza a importância de não deixar de tentar ver… As luzes, rs. Espero que a gente se reencontre em breve, e eu vou cobrar um abraço, hem? GUTO Entrevista com Augusto Alvarenga

GUTO Entrevista com Augusto Alvarenga

Gosta dos livros do Guto? Então prepare-se para o lançamento e adquira já o seu exemplar:

Amazon- As Luzes Mais Brilhantes

Livraria Cultura- As Luzes Mais Brilhantes

Até a próxima entrevista! 

Beijinhos