Comportamento

Maneiras de Expressar

Eu não deveria falar sobre isto. Mas como? Hoje é seu aniversário e não existe maneiras de expressar nada por você. Todo dia lembro de alguma frase que costumava dizer e das suas piadas malucas. Sinto falta. Nunca mais ouvirei os apelidos mais engraçados que invetou : Nega branca, Zabumba, Cocotinha…  Não pensei que sentiria esse vazio e que estaria tão chateada por nunca mais poder ter a chance de te ver. A imagem dos últimos momentos contigo não foram as melhores. Você estava deitado naquela cama nada confortável, sentindo dores no corpo e com a barriga inchada. Seus braços finos, suas pernas mais ainda. Um olhar exausto e perdido… Até que cheguei e você gargalhou de forma inocente do meu cabelo despenteado. Não sabe como foi bom ver seu sorriso em meio a tanto sofrimento, em meio a tanta incerteza. 

Até que chegou o dia D. Um exame de supetão te fez voltar para aquele hospital. 

Não tive a chance de me despedir. De reclamar do café esparramado na mesa, do lanche de presunto e queijo coberto de óleo e tantas outras manias irritantes. Não pude te pedir para irmos a feira, comer a saltenha de carne que era sua preferida, ou ir na praia e torrar naquele mormaço.  

Te ver decair a cada dia foi destruidor. Ainda estou destruída. Queria ter a chance de mudar certas situações, porque você na maioria do tempo estava com a cara fechada, remoendo o passado, os erros daqueles que te feriram… E perdeu a chance de transformar e viver plenamente o tempo que tinha aqui. La dentro do meu coração, eu guardei isso. Essa vontade de ver um dia em que ninguém fosse motivo para você chorar ou perder a linha.  

Esperava que meu coração fosse mais forte para aceitar tudo isto. Aceitar que vou passar os próximos 60 anos da minha vida sem ter a chance de me afogar em suas explicações sobre o Universo, em suas histórias de infância, de micos, de tradições que você teve que viver no Nordeste com um pai que não era de sangue e com uma mãe que mal te dava atenção. Sinto que estou me tornando um alguém desesperado como você. Não sei se é porque não o vejo aqui… O que eu faço? 

Se tivesse perto com certeza diria: “seja feliz.” Porém como posso ser feliz sem aquele alguém que me inspirava e que me inspira a ser diferente? O seu legado não morreu, e muito menos meu amor por você. E te prometo, que darei o meu melhor. Vou vencer… Vou lutar até o fim, e sei que você está na torcida, em algum lugar.

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply