Comportamento

Me entrego de corpo e alma

Vou começar esse texto meio clichê, afinal quem não gosta de um clichêzinho ás vezes?

F​iquei horas e horas imaginando uma pessoa, apenas uma, que eu sentisse que me completasse. Nesses 19 anos de vida ( que pode não ser muito tempo) ainda não senti aquele ”than”, sabe?

Aquilo de amor incondicional, aquilo de querer casar com a pessoa, não senti isso.

Não me culpo por ser muito seletiva. Mas cara na boa, o amor está se perdendo em um mundo em que uma relação é uma guerra, e ganha quem sede por último. Eu não quero entregar meu coração. Posso estar exagerando, você pode estar ai sentindo tudo isso… Mas sério, quero conecção, união entre dois corações, virando apenas um.

Pelo medo de se sentir só, nós deixamos muitas coisas pra lá e o meu erro foi esse, acreditar que você bastava. Mas do que adianta ter a pessoa mais não ter o coração?

A gente se contenta com tão pouco. Basta uma atençãozinha e pronto, já vira ”a pessoa”, aquela que você espera ansiosamente ouvir “bom dia amor”, aquela pessoa que você se entrega de corpo e alma. Para você é ele, dessa vez é…  Mas pra ele você é só mais uma.

Pensa bem antes de se apaixonar, antes de manter algo que não te faz bem. Amores vão e voltam, não se preocupa não. Precisamos de amores recíprocos, mesmo que seja aquele amor ”muito fofurinha”. Pelo menos aquele coração é seu, pode ter certeza.

Não se preocupe se ainda não encontrou a pessoa que vai fazer seu estômago encher de borboletas. Ele pode estar por ai, em uma fila da padaria talvez?

Ninguém sabe o dia de amanhã, só a Deus pertence.

Fica em paz.

By: Diana Turola

 

 

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply