Lifestyle

Nós sempre queremos ouvir a razão

Nós-sempre-queremos-ouvir-a-razao-ideias-da-fe

Ele não me respondeu. Será que esconde algum segredo? Será que desistiu de falar comigo porque sou uma garota de longe? Sim, ele mora em uma cidade distante. Demora 3 horas para chegar de carro. Com trânsito seria umas 3 horas e meia. Mas, o que é 3 horas em relação a 15 anos esperando alguém que me olhe com carinho? 

Ok, não pense que sou estranha. O olhar dele não é de carinho como os que os pais fazem ao ver seu bebê engatinhando. É diferente. Suave e profundo, como se quisesse me desvendar por dentro. O melhor é o arrepio que isso dá. Sabe quando a gente sente que alguém está nos fitando? Sensibilidade é fogo. Aponta os caminhos que muitas vezes relutamos em seguir. 

Nós sempre queremos ouvir a razão. Porém e se realmente esta sensibilidade nos guiar de maneira mais correta? Gosto de ouvir essa intuição. Ela deve ter alguma influência na minha vida, e de certa forma deixa tudo mais leve. Por isso que o fato dele morar tão distante se torna apenas um detalhe. Porque nada é por coincidência, nada é por acaso, nada é acidente. Quero descobrir porque ele entrou no meu caminho. Mais de 7 bilhões de pessoas no mundo, e ELE veio e bagunçou o meu eu. Tirou do eixo… Isso não é besteira… Só é um privilégio que muitos não tem… 

Entrevistas

Entrevista Banda Muranno

Nesta semana uma amiga comentou comigo sobre uma banda chamada Muranno. Me passou o link e eu, curiosa, cliquei achando que ouviria um sertanejo comum. Assim que o vídeo começou a rodar, fiquei embasbacada. O ritmo parecia latino, a letra era suave, e depois que descobri que esses meninos lançaram como banda, há aproximadamente 15 DIAS! Meu queixo caiu! Não acredita em mim? Pois veja o vídeo:

1- Soubemos que o nome da Banda é Muranno por conta de um material que traz aquela energia positiva né? Dá para sentir através da música que vocês fazem, o amor, aquela serenidade. Como foi que aconteceu esse encontro? Quando veio aquela ideia de fazer a banda? 

Diego Torres: Eu e meu irmão tínhamos uma dupla chamada Diego Torres & Tiago, e sempre falávamos pros nossos músicos não ficarem parados lá atrás como a maioria dos artistas exigem dos músicos, a ideia veio quando eu assisti um vídeo nosso da dupla e enxerguei como uma banda, todos na frente, interagindo, uma BANDA no SERTANEJO, diferente ne? Porque não fazer? Ai fizemos…rsrsrs

2- Aposto que vocês sequer imaginavam fazer tamanho  sucesso em apenas 15 dias de banda! Isso é muito gostoso e deve ter dado um trabalho imenso. Quando vai ter show? Precisa logo!!!

A ideia inicial é abrirmos a agenda para shows em fevereiro de 2018 apenas, mas pode ser um pouco antes ou um pouco depois. A vontade é ir amanhã para os palcos e encontrar com as pessoas que estão nos fazendo chegar até aonde não imaginaríamos em tão pouco tempo, NOSSOS FÃS. <3

3- Agora gostaríamos de saber quem é quem na banda. Quem toca, quem canta… E um pouquinho da história de cada um. Quantos anos tem, essas coisas… 🙂

· Tom solano, nosso baterista, toca muuuuito, parece que tem uma marreta no lugar das mãos…rsrsrsr 21 anos

· Tiago Kosta, Guitarrista/ cantor, ganhou concursos como guitarrista e é fundador da banda, 28 anos

· Lucas Moraes, o único sanfoneiro surfista do mundo…rsrsrsrs , 21 anos

· Viny Cavalcante, Nosso menino prodígio, talento puro, 19 anos

· Diego Torres, EU… rsrsrsrs, fundador da banda, 29 anos.

entrevista-com-a-banda-muranno-ideias-da-fe

4- Qual é a meta que vocês tem daqui para frente? 

Alcançar o máximo de pessoas possíveis e levar essa energia que estamos sentindo pro MUNDO. Meta alta né? Somos assim, sonhamos alto…rsrsrs

5- Vocês tem instagram? hahaha é bobeira perguntar isso, mas suas fãs vão querer dar uma stalkeada sabe? 

O instagram oficial da banda é @Bandamuranno, os individuais são:

Tiago Kosta , Guitarrista/cantor @Tiagokostaa ,

Viny Cavalcante , Baixista / cantor @Cavalcanteviny

Lucas Moraes , Sanfoneiro @mooraesluccas

Tom Solano, Baterista @tom_solano

Diego Torres , Vocalista principal @diegotorresetiago

6- Foi um  prazer conhecer vocês! Finalizo a entrevista perguntando se as próximas músicas serão lançadas ano que vem, se tem CD por vir…? 

Serão lançadas esse ano ainda, acabamos de lançar a musica “Ela É ‘Foda” e esta sendo muuuuuito bem aceita, estamos hiper felizes, lançamos um EP nas plataformas digitais já. TEM DVD pro ano que vem já sendo planejado, mas isso ainda é segredo…rsrsrrsrss

<3 Gostaram da entrevista? Então se liga aí no novo single dessa galera lindaaaa!

Beijinhos

#qualoseurefugio

A literatura me salvou

Todos temos problemas. Isso é fato. E quando uma fase conturbada aparece… sabe onde tudo dá errado?… precisamos de algo para extravasar. É o que chamamos de refúgio. Dependendo do ponto de vista, alguns podem ser nocivos e outros não.

Meu refúgio desde que me conheço por gente foi a literatura. Não digo isso de exagero porque aos quatro anos de idade, mesmo não sabendo ler, folheava revistas que, na minha opinião, se estivesse na mão de outra criança da mesma idade não sobraria nem uma página. Até no antigo ensino fundamental, quando voltava sonhando acordado para casa, imaginava que era um escritor famoso e dava entrevistas para Jô Soares e Marília Gabriela. Entretanto, não fazia ideia que a Literatura ia salvar a minha vida.

Tive certeza disso na adolescência – momento complicado – onde não aceitava os meus defeitos, então queria expor essas frustrações de alguma maneira e usando os filmes como base, comecei a escrever, em 2001, pequenos esboços de como eu queria ser: um protagonista de filmes de ação que acabava com o vilão e beijava a mocinha no final. Mas foi na juventude que a literatura realmente me salvou…

Com o passar do tempo, a frustração em não ser perfeito foi se acumulando e a depressão surgiu de imediato. Na época já escrevia teatros para igreja e continuava a fazer esboços de pequenas histórias, mas o foi meu refúgio para extravasar essa tristeza contida foram as poesias. Elas, para ser sincero, tiveram um tom melancólico e nunca recomendo lê-las, porém me ajudaram muito nos momentos de dor.

Em 2015, já recuperado da depressão e livre da “síndrome da preguiça de ler” que a maioria dos adolescentes tem, entrei no mundo da literatura nacional. Como leitor, tive o prazer de conhecer o meu primeiro livro do gênero: PROCURA-SE da autora Giovanna Vaccaro. Mais experiente nos textos, iniciava, depois de 14 anos de tentativas, a minha primeira obra como autor: LAÇOS DE CASAMENTO.

Para finalizar tenho certeza que, além de ser meu refúgio nos momentos de tempestade, a Literatura foi a bonança da minha vida. Por que ela me deu tudo. Primeiro, comecei a acreditar em mim mesmo e que eu tinha valor. Com o tempo, conheci pessoas maravilhosas e muito talentosas, me tornando melhor amigo de uma delas. Por fim, aprendi a enfrentar as dificuldades que cruzavam o meu caminho por um sonho de levar meus escritos para pessoas que precisavam.

Depois desse meu depoimento, eu te pergunto: qual é o seu refúgio?

 


Guinho e eu criamos a hashtag #Qualoseurefugio para trazer positividade diante tanta maldade e tristeza presente no mundo, no dia a dia. Queremos que você se sinta abraçado(a) por nossas palavras e veja que não está sozinho(a). Estamos juntos nessa batalha para ser feliz, e vamos enfrentar tudo isso juntos! <3

Sobre o blogueiro: Com 30 anos, Guinho Monteiro, nascido em Taubaté – capital da literatura infantil -, ainda guarda sua alma de menino sonhador. Além de escritor e professor de português, tenta fotografar nas horas vagas e também é responsável por um blog, onde divulga autores nacionais. Apesar de escrever há 15 anos, apenas publicou seu primeiro livro “Laços de Casamento” em 2015. Desde então, vem tentando mostrar seu lado gentil e bom através dos personagens e histórias que cria.

Blog Presente Dos Livros: https://guinhomonteiro1987.blogspot.com.br/

Fan-Page: https://www.facebook.com/igormonteiroguinho263/

Instagram: @igormonteiroguinho   

 

Lifestyle

Os segredos pedem para serem guardados

 

Não gosto de esconder coisas. A não ser que seja segredo. Algo muuuuuito íntimo e que eu sinta que deva ficar guardado no meu coração. Se eu falar para alguém, sinto que o segredo tem a chance de deixar de ser “segredo” em sua essência, entende? Ele se transforma em uma possível  fofoca, que na boca de outras pessoas, ganha diversas versões e acaba no formato de mentiras e especulações.  O fim deste processo é óbvio: críticas. SIM!

Já escrevi bastante sobre essa última palavrinha chave : CRÍTICA. Mas, hoje quero focar na beleza do segredo. Não é gostoso imagina como vai ser tal coisa sem ouvir o famoso: “mas e se não der certo? Ah mas é impossível, até parece que você vai conseguir. Oh, fulano já fez isso e não deu, com você será que vai ser diferente? Faz assado que é o correto, todo mundo faz e você tem que fazer também…” . Imagina a beleza de poder sonhar, acreditar, ou até mesmo guardar lembranças sem aquele pessimismo, sem a inveja, sem a falta de apoio dos outros.

Acredito que a comparação seja um dos itens que mais nos privamos ao deixar algumas coisas em “off”. Engraçado né? O poder das palavras. Eu mesma adoro falar de tudo, mas quando envolve um segredo, fica uma “trava” dentro de mim. Não que eu faça um enorme esforço para não soltar meus segredos, é que eles ficam pedindo para serem preservados…

Acho que todos os segredos são assim. Pedem para serem guardadinhos, protegidos de qualquer um que deseje o mal, que não acredite, que queira interferir no futuro de alguém (ou até mesmo no seu), que seja tripudiado. Segredo é uma coisa séria. É seu, e de Deus. Ou quem sabe de mais alguém que entenda seu significado. E acredite, ele talvez tenha mais poder do que todas palavras que são jogadas ao vento todos os dias. Eles são mágicos e impactantes… 

Lifestyle

Engraçado que estou falando e falando

Apoiar. Tenho a impressão que muitas vezes dou um apoio enorme para os meus amigos. E sempre que estou em um desafio, tentando superar algo, ou alguém, sempre tem ao menos um(a) amigo(a) que chega do meu lado, e diz que posso desabafar. Engraçado que quando estou falando e falando sem nem pensar direito em que rumo devo seguir, essa pessoa que está me vendo perdida e sem expectativas somente me apoia no sentido de dar colo. 

Aquele carinho sabe? De passar a mão na cabeça, me deixar aconchegada em seu colo, e esperar eu me acalmar. Queria poder dizer quem é esta pessoa, e tudo que ela faz por mim. Mas, talvez seja expor demais. Amizade sincera nem sempre existe e por incrível que pareça é um dos itens classificados como sonho de consumo. Nesse tempo de corre e corre, estresse e medo, quem não quer um(a) amigo(a) que aguente e dê suporte quando tudo parece o caos? 

Quando não temos problemas com a família, é com o trabalho, com o carro, ou com o filho, ou com o vizinho… a lista não acaba. E confesso que acho uma delícia ter esse alguém que me conforta e me dá o apoio de seguir e não parar. A gente precisa desse contato, dessa intimidade, senão como vamos suportar tanta coisa? Cada um tem seu modo de refúgio. Pode se chamar Heineken, Brahma, KitKat, Villa Mix… ou então ter um nome completo, apenas R$20,00 no bolso, e um coração maior que o mundo. 

Mas e você? Qual é o seu refúgio?