Lifestyle

Vulnerabilidade de que tanto se foge

vulnerabilidade-de-que-tanto-se-foge-ideias-da-fe

Coração frio. Meu coração é frio. Não naquele sentido maluco e psicopata, mas pela forma que eu recebo as coisas. Em um ano eu consigo fazer vários “amigos”, mas não estou acostumada a receber carinho, ou algo que seja relacionado a amor, entende?

Com certeza você já passou por isso. Abriu uma parte do que sentia, quis fazer surpresas, dar um abraço, ir visitar este alguém no hospital quando teve algum problema (seja uma pequena gripe ou uma cirurgia), mandar uma mensagem totalmente positiva de manhã, e de certa forma se dedicou aos detalhes, aos gostos desta pessoa. E então, quando você dá um “stop” na sua vida e para, percebe que as coisas não são tão simples quanto parecem ser. 

Isso é um pouco decepcionante. A gente cria uma ilusão de que somos seres totalmente sociais e satisfeitos com o nosso dia a dia, com as nossas tarefas e com as nossas relações. Aceitamos sermos ignorados e fingir que está tudo bem, aceitamos mudar nosso modo de viver para ter aceitação em um grupo, aceitamos sermos manipulados, aceitamos os julgamentos e nos olhamos de forma crítica dando razão aos outros, aceitamos, aceitamos, aceitamos, aceitamos e onde isso nos levou? 

Quem realmente se doou por inteiro? Quem realmente quer estar com você,  e deseja o seu bem? Quem realmente tem uma amizade que dure uma vida toda? Ou um amor que seja eterno? Quem realmente é íntegro, real, e não uma imagem do que a sociedade diz que tem que ser? Quem realmente põe a mão no fogo por alguma pessoa? Quem realmente diz o que sente, e sente o que diz? Quem realmente se importa com seu bem estar econômico, físico, emocional e espiritual? Quem realmente enxerga o outro, e não somente o seu umbigo? Quem realmente não tem um “coração frio”? 

Apesar disto  tudo, o mundo precisa desta vulnerabilidade de que tanto se foge. É justamente aí que as relações e sentimentos se tornam mais valiosos. Sem mentiras, sem desculpas, sem joguinhos, sem medo, sem “diz que me diz”, sem frieza. Apenas aquela relação de doar e receber, de ser, de viver, de amadurecer, de assumir, de sorrir e respirar, aproveitar, porque por mais que seja “complicado”, sentir e demonstrar  não é pecado nenhum. 

Lifestyle

A vida é uma surpresa

ideias-da-fe

Não garanto que este texto seja mais um clichê a respeito de você. Quem te conhece não esquece. A gente sabe disso. Mas de vez em quando me pego escrevendo, pensando em você, como se o que eu dissesse estivesse sendo lido por seus olhos, e infiltrado no seu coração. Não era para ser tão difícil, falar sobre meus sentimentos, mas o que posso fazer? Preciso de tempo para digerir o que realmente sinto. Aqui dentro tem um turbilhão de emoções e não é tão tranquilo definir o que é o que. 

Se fosse para te dizer pessoalmente talvez eu travasse, ou minha voz não saísse. Tipo quando engasgamos e fica horrível respirar, engolir e tentar se recompor, sabe? Dizem que certas coisas temos que falar, porque pode ser que aconteça algo, na minha vida ou na sua e o pouquinho que eu tinha para botar para fora tenha pouco valor. 

Não sei se o que tenho para dizer é realmente importante. O complicado disso tudo é que a reação das pessoas são inesperadas e certas palavras tem um peso que sai da alma. Como eu iria lidar com isso? Com um possível sarcasmo embutido na sua voz ao me responder, ou com aquele famoso “não sei, tanto faz.”. Apesar de um longo tempo de convivência as pessoas sempre tem uma pequena maneira de nos surpreender, de form positiva ou negativa. Aí que vem o risco. 

Por isso eu vou parar de esquentar a cabeça, escrever sobre você e se algum dia ler isso, saberá que em momento algum, te tirei do meu coração. Mas me perdoe por não ter coragem suficiente de dizer o que realmente se passa aqui, aqui dentro. Quem sabe se algum dia nossos caminhos se cruzarem de novo, poderei perder esse manto de medo, incerteza, e saudade?

A vida é uma surpresa. 

#qualoseurefugio

Seja seu Refúgio

seja-o-seu-refugio-ideias-da-fe

Até o momento deste projeto ligamos nos textos a palavra refúgio a alguma coisa ou lugar. Claro que é bom ter alguém naqueles momentos de tormenta. Mas se não tivermos ninguém a nossa volta ou não pudermos ir a um lugar que elegemos para refugiar-se? O que faremos? Nos desesperamos e deixamos que a negatividade nos envolta por completo?

Não, meu amigo que me lê!

A vida, Deus, destino ou o que quer que você acredite… nos deu o que mais o ser humano tem de precioso: a fé e a esperança. Então nos instantes que achar que essa situação ruim não vai mudar ou que nada vai dar certo, respire profundamente, tenha calma e repita uma frase com firmeza:

HOJE VOU TER UM DIA INCRÍVEL! FALAREI COM PESSOAS BOAS E PESSOAS BOAS FALARAM COMIGO!

Garanto que mesmo tendo um dia péssimo, você terá forças e positividade para enfrentar essas dificuldades cotidianas que te afligem.

Não estou dizendo para se enclausurar como um urso polar no inverno e não falar com ninguém. Por que nós precisamos nos socializar, faz parte da nossa espécie Homo Sapiens. Entretanto, não se apegue completamente a uma pessoa ou a um lugar, por que um dia infelizmente esse querido indivíduo vai embora pelo tempo ou por uma falha e esse local não existirá mais.

   

Para finalizar eu digo uma coisa que temos que fazer às vezes:

SER O PRÓPRIO REFÚGIO!

#qualeoseurefugio


  Guinho e eu criamos a hashtag #Qualoseurefugio para trazer positividade diante tanta maldade e tristeza presente no mundo, no dia a dia. Queremos que você se sinta abraçado(a) por nossas palavras e veja que não está sozinho(a). Estamos juntos nessa batalha para ser feliz, e vamos enfrentar tudo isso juntos! <3

Sobre o blogueiro: Com 30 anos, Guinho Monteiro, nascido em Taubaté – capital da literatura infantil -, ainda guarda sua alma de menino sonhador. Além de escritor e professor de português, tenta fotografar nas horas vagas e também é responsável por um blog, onde divulga autores nacionais. Apesar de escrever há 15 anos, apenas publicou seu primeiro livro “Laços de Casamento” em 2015. Desde então, vem tentando mostrar seu lado gentil e bom através dos personagens e histórias que cria.

Blog Presente Dos Livros: https://guinhomonteiro1987.blogspot.com.br/

Fan-Page: https://www.facebook.com/igormonteiroguinho263/

Instagram: @igormonteiroguinho   

Lifestyle

Não prometa

não-prometa-ideias-da-fe

Não prometa se não for cumprir. Não prometa se não tiver a intenção de realizar. Não prometa se sabe que vai ser impossível. Não prometa se não tiver forças para ir até o fim. As famosas palavrinhas “sempre” e “nunca” tem o poder de nos testar para ver até quando vamos realmente ser fiéis a elas. Parece que criam um desafio, e coloca a gente em jogo, vendo nossas reações. Claro que nos frustramos porque chega um momento que nos questionamos se esse “sempre” e “nunca” realmente tem esse valor. 

Ninguém é 100% perfeito e certinho. E as famosas promessas incluem a eternidade. Será que sabemos o peso real disso? A provabilidade da nossa existência já tem um ponto de chegada: a morte. Então por que fazemos tanta questão em prometer algo, que vai se estender por mais tempo do que a nossa vida? 

Essas promessas jogadas no Universo ficam perdurando e tem influência em nossas decisões, pensamentos, estado de espírito. Por que simplesmente não vivemos sem o “sempre” e o “nunca”? 

O “destino” adora se unir a eles e nos colocar em cheque…  Justo aquela situação que você disse que nunca passaria, é jogada em cima de você. Ou aquela pessoa que você disse que amaria para sempre se torna motivo de piada caso o relacionamento tenha um fim… De repente as coisas tomam papéis diferentes, e as grandes armas utilizadas nas discussões são as promessas. 

Poderíamos esquecer essas palavras e somente ir lá, e fazer. Ir lá e amar. Ir lá e fazer a diferença sem provar nada para ninguém. Sem essa pressão de ser, de estar, pensar… Se amanhã tudo acabar, como é que fica? Portanto só prometa algo que realmente possa cumprir. Mas se não achar necessário, relaxe, a vida não é feita de promessas, mas de ações… Bora por a mão na massa?

#qualoseurefugio

Lugares que são o seu refúgio

refúgio-lugares-ideias-da-fe

Como nós já mencionamos no projeto: pensamentos, pessoas ou coisas são o nosso refúgio, mas por que não acrescentar os lugares nessa lista? Por que existem locais que só de estarmos neles amenizamos nossa rotina do dia-a-dia, ficamos tranquilos para pensar na solução de um problema ou simplesmente extravasar uma raiva contida. Mas isso depende muito de como somos, do momento em que estamos ou dos gostos que temos.

Pense nos dias de chuva quando dá vontade de não sair da cama e ficar no quarto, maratonando série. Ou se você não tem Netflix, rememorar em silêncio os bons instantes que passou com uma pessoa querida.  

Agora vamos para um domingo com tarde ensolarada, você vai sozinho ou acompanhado até uma praça, compra um sorvete napolitano e conversa com essa pessoa sobre a vida, futebol ou simplesmente o último livro que leu. Se você está sozinha, só te resta observar as pessoas e admirar a maravilha de ser um humano.

Mais uma semana cansativa e estressante se passou, que tal uma balada, hein? A música alta que faz seus pés e o corpo remexerem na pista de dança, as conversas ao pé do ouvido com um companheiro de noitada ou um novo ‘ficante’.

O fim de mais um ano se aproxima, você foi para a praia nas férias e em um momento de quietude, se aproxima da beira do mar, fecha os olhos e escuta as ondas acariciando as rochas. Aquele barulho te traz tanta calma que suas energias, todas negativas por causa da rotina, se abastecem de positividade e força para enfrentar mais 365 dias pela frente.

Pensamentos, pessoas, coisas e até lugares passam a cada andar do ponteiro do relógio, mas os momentos em que você vive com eles sempre farão parte da sua vida. Então, aproveite-os. Viva intensamente! Busque seus sonhos! Tenha fé em si! E seja feliz! <3   

 

Quero saber de você ao fim desse texto: qual é o seu refúgio?

#qualeoseurefugio

  


Guinho e eu criamos a hashtag #Qualoseurefugio para trazer positividade diante tanta maldade e tristeza presente no mundo, no dia a dia. Queremos que você se sinta abraçado(a) por nossas palavras e veja que não está sozinho(a). Estamos juntos nessa batalha para ser feliz, e vamos enfrentar tudo isso juntos! <3

Sobre o blogueiro: Com 30 anos, Guinho Monteiro, nascido em Taubaté – capital da literatura infantil -, ainda guarda sua alma de menino sonhador. Além de escritor e professor de português, tenta fotografar nas horas vagas e também é responsável por um blog, onde divulga autores nacionais. Apesar de escrever há 15 anos, apenas publicou seu primeiro livro “Laços de Casamento” em 2015. Desde então, vem tentando mostrar seu lado gentil e bom através dos personagens e histórias que cria.

Blog Presente Dos Livros: https://guinhomonteiro1987.blogspot.com.br/

Fan-Page: https://www.facebook.com/igormonteiroguinho263/

Instagram: @igormonteiroguinho