Comportamento

Sua bela forma de filosofar

Tanto tempo fiquei esperando para sair e ser diferente. Com você as coisas eram complicadas e cheias de porquês. Sua bela forma de filosofar e transformar o dia me deixou encafifada. 

Porque para você o mal podia ser bom e o bom podia ser mal. Havia uma certeza em sua voz, uma convicção que me fazia parecer boba. Na maior parte do tempo eu só me preocupava com o “exterior”, não parava para pensar nas milhares de possibilidades e me sentia confortável em apontar o dedo e julgar o que eu pensava ser o certo. 

Mas de alguma forma, é como se você abrisse as cortinas do espetáculo e eu pudesse enxergar algo a mais. Além das máscaras… Pois é, vivemos na sociedade do espetáculo. Mais vale a aparência do que suas atitudes, ou do que seu caráter. O valor é atribuído a coisas tão pequenas e sem graça que me pergunto como pude ser mais a uma a cair nesta armadilha. 

Ah, e antes que me esqueça, a questão do “ser bom e ser ruim”, ganhou formas relativas para mim. Você me transformou! Ou eu me transformei? Talvez seja ambos. Porém o fato é que a gente se torna mais cauteloso(a) e consciente, quando para de olhar apenas o que nos é permitido. Muitas das vezes precisamos olhar, sentir, com o coração, e dar vez a intuição… porque as melhores coisas da vida não são palpáveis. 

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply